Bafo do cão! Mau hálito é sinal de problema

Levante os lábios superiores do cão todos os dias e verifique se não há mau cheiro e se as gengivas estão saudáveis e cor-de-rosa

Os dentes dos cães estão sujeitos a problemas como formação de placa, doença periodontal e, ocasionalmente, cáries. Se o seu cão apresenta um constante mau hálito, não despreze o sintoma. Ele pode ser o início de uma situação passageira ou de instalação de uma doença.

O mau hálito pode ter várias causas:

  • Troca de dentição
  • Problemas no aparelho digestivo
  • Problemas na boca

Cães de pequeno porte possuem os dentes mais “colados” uns nos outros e têm maiores probabilidades de terem mau hálito. O hálito ruim pode ser sinal de danos na raiz de alguns dentes e isso pode ser irreversível.

Mantenha os dentes e gengivas do seu cão saudáveis e previna infecções.

1. Ofereça pedaços de couro cru de boa qualidade para mastigar.  (O couro cru é digerível e precisa ser substituído.)

2. Ofereça biscoitos encontrados no mercado, fabricados especificamente para exercitar os maxilares e massagear as gengivas.

3. Certifique-se de que pelo menos uma parte da alimentação do cão exija uma mastigação firme.

4. Ofereça brinquedos de náilon, projetados para satisfazer a necessidade de mastigação do cão. (Eles massageiam os dentes e as gengivas.)

5. Escove os dentes de seu cão semanalmente com uma escova de dentes pequena e macia. Nunca use pasta de dente para humanos, pois ela pode fazer mal ao estômago do cachorro. Use somente pastas de dentes próprias para cães. Sempre recompense seu cão com elogios ou petisco depois que escovar os dentes.

6. Se as gengivas do cão sangrarem durante a escovação, significa que já estão inflamadas. Marque uma consulta no veterinário.

Maçã ajuda no processo da higiene bucal

Veja as origens e os tratamentos das doenças provocadoras do fatídico “bafo”.

Tártaro: causado pelo acúmulo de restos de comida presos nos dentes. Ocorre com animais que comem, além da ração seca, petiscos: pedaços de carne e outras guloseimas saídas de nossos pratos. Tratamento: tártaro dentário é formado a partir da calcificação de placa bacteriana. Um veterinário ortodontista poderá fazer a sua retirada, dar polimento nos dentes e recomendar a utilização de soluções para a higienização periódica da boca e dentes, bem como estabelecer um programa preventivo de higiene bucal. Tártaro não sai com escovação! Leve seu animal a um veterinário que faça a limpeza com instrumentos adequados.

Gengivite: infecção da gengiva. Ela também é causada pelo mesmo motivo do tártaro. O sintoma é sangramento e/ou inchaço da gengiva. A gengiva fica avermelhada em algumas regiões e os dentes, moles. Tratamento: a escovação regular dos dentes é o meio de prevenção do tártaro e da gengivite.

Tumores: surgem na forma de caroços na região das gengivas. Tratamento: O médico veterinário, através de uma análise do material colhido, vai avaliar se o tumor é maligno ou benigno e fará a remoção por meio de cirurgia.

Usar uma escova de dentes pequena e pasta própria para cães previne gengivite, sensibilidade e outras doenças periodontais

Crescimento exagerado das gengivas: problema mais comum em raças como Boxers e Bull Terriers, caracterizado por um crescimento nas gengivas que pode até cobrir os dentes. Essa doença é conhecida como épolis e pode ter origem hereditária. Tratamento: em casos menos graves, o uso de antibióticos reduz as infecções causadas pelo aumento das gengivas. Nos casos graves, é necessária a remoção de parte da gengiva através de cirurgia.

Nunca ofereça ossos de aves aos cães, pois eles estilhaçam, são facilmente engolidos e podem alojar-se nos intestinos, além de poder causar uma dolorosa constipação.

Ofereça ossos bovinos duros com tutano somente sob supervisão. Esse tipo de osso só pode ser esmagado por maxilares muito fortes. Roer ossos bovinos com tutano é uma boa maneira de assegurar dentes e gengivas saudáveis, mas sempre há um risco de se faturar um dente durante o processo.

Bruce Fogle, Primeiros Socorros para Cães / Pedro Almeida, Saúde de Cães de A a Z / Dr. David Brunner e Sam Stall, Cachorro: Manual do Proprietário

Leiam também:

  1. Obesidade é um problema sério!

9 comentários para “Bafo do cão! Mau hálito é sinal de problema”

Deixe um comentário