Posts com a Tag ‘cinomose’

Conheça as principais doenças que devem ser imunizadas

A vacina estimula o sistema imunol√≥gico do c√£o a criar defesas contra uma doen√ßa espec√≠fica. As vacinas geralmente s√£o feitas a partir de v√≠rus ou bact√©rias de virul√™ncia abrandada, mas que ainda estimulam o sistema imunol√≥gico a criar prote√ß√£o. Algumas vacinas s√£o fabricadas geneticamente e cont√™m somente as part√≠culas de um v√≠rus necess√°rias a criar imuniza√ß√£o. A vacina√ß√£o tem sido extraordinariamente bem-sucedida em, por exemplo, praticamente eliminar a cinomose em regi√Ķes em que a maioria dos c√£es √© vacinada.

Seu veterinário irá orientá-lo sobre as doenças existentes na área em que vive e o programa de prevenção mais adequado ao cão.

As doenças para as quais existem vacinas incluem:

Cinomose (pode ser fatal)
A cinomose √© uma encefalite e possui tr√™s quadros distintos: fase respirat√≥ria, digestiva e nervosa. √Č provocada por v√≠rus que causa infec√ß√£o em diversos √≥rg√£os do animal. Ocorre com maior frequ√™ncia em c√£es jovens. Sua contamina√ß√£o ocorre por meio do contato com animais infectados, suas fezes ou mesmo o ar. Um animal adulto pode carregar o v√≠rus sem que este lhe provoque a doen√ßa, por estar imunizado. No entanto, suas fezes continuam a contaminar outros c√£es jovens.

Esta doen√ßa apresenta tr√™s fases: a primeira com febres que acaba em 3 dias. A segunda possui risco menor que a terceira, embora os cuidados devam ser constantes. Na terceira fase, h√° alto risco para o animal, o qual, se n√£o for tratado adequadamente ou n√£o tiver imunidade suficiente, poder√° ter o seu sistema nervoso atacado pelo v√≠rus e sofrer danos irrevers√≠veis. Em muitos casos, a eutan√°sia √© a √ļnica solu√ß√£o, por isso, a preven√ß√£o √© fundamental. Esta terceira fase √© marcada por convuls√Ķes, epilepsia, paralisia, tremores e outros sintomas.

O tratamento pode levar de duas semanas a alguns meses e deve ser intensivo.
Os sintomas da cinomose s√£o:

  • Tosse
  • Olhos inflamados e com secre√ß√£o
  • V√īmitos e diarr√©ia
  • Febre e desidrata√ß√£o
  • Ataques epil√©ticos
  • Latidos de dor
  • Apn√©ia

Parvovirose (pode ser fatal)
Também chamada de Enterite Canina Parvoviral é uma infecção viral que afeta as mucosas do trato intestinal e glóbulos brancos. A parvovirose é uma doença canina que ocorre com mais frequência com cães que não passam pelo ciclo de vacinação anual. Após a ocorrência da infestação, o animal deve ser levado ao veterinário para tratamento urgente.

O ambiente em que um cão infectado esteve provavelmente vai estar infectado com o vírus. O vírus não faz mal ao homem, mas pode contaminar qualquer cão que circule no mesmo ambiente. Uma recomendação: ao ir ao veterinário, evite que seu cão fique fuçando pelos cantos. Nesses ambientes passam muitos animais doentes.
Os sintomas da parvovirose s√£o:

  • V√īmitos intensos e diarr√©ia com poss√≠vel presen√ßa de sangue
  • Letargia e apatia
  • Desidrata√ß√£o
  • Febre
  • Depress√£o
  • Perda do apetite
  • Fezes esbranqui√ßadas ou acinzentadas
  • Conjuntivite

Leptospirose
Doen√ßa infecciosa, bacteriana, que ataca principalmente o f√≠gado e os rins. Essas bact√©rias se proliferam em ambientes √ļmidos – por isso, na √©poca de chuva, quando os ratos saem mais dos bueiros, o risco de cont√°gio √© maior, por serem eles os principais hospedeiros e contaminarem √°guas e alimentos com sua urina infectada.

Se o c√£o for infectado, o uso de antibi√≥ticos faz-se necess√°rio, com tratamento mais extensivo. √Č transmiss√≠vel ao homem, por isso deve-se utilizar luvas ao lidar com o animal doente. Al√©m da vacina, a limpeza √© outro ponto importante: todo ac√ļmulo de lixo, comida e √°gua s√£o potencializadores do aparecimento da leptospirose.
Os sintomas da leptospirose s√£o:

  • Letargia
  • Perda de apetite
  • Problemas renais (nefrite) e do f√≠gado
  • Hepatite
  • Febre
  • Dores nas articula√ß√Ķes
  • Hemorragias
  • Evacua√ß√£o de √°gua escura
  • √ölceras na l√≠ngua ou boca
  • Polidipsia e poli√ļria

Hepatite viral (pode ser fatal)
Inflamação do fígado, própria dos cães, com efeitos muito parecidos com a cinomose. O contágio é feito pelo contato com o animal doente ou com suas fezes.

A hepatite canina é causada por virose que se instala no fígado, reduzindo sua capacidade de filtrar o sangue e o poder deste de coagulação. Provoca também o aumento do fígado e do baço e grande sensibilidade externa (dor ao toque) nestes órgãos. Depois de contraída a doença, assim como acontece com humanos, os cães passam a ser disseminadores do vírus por muitos meses. Neste caso, deve-se evitar o contato com outros animais. A hepatite também pode ser consequência de outras doenças como: problemas cardíacos, renais, diabetes, síndrome de cushing ou neoplasias.

O tratamento é feito com soros. Alimentos ricos em vitamina B (complexo B) auxiliam no restabelecimento do fígado, enquanto a vitamina K atua na coagulação do sangue.
Os sintomas da hepatite consistem de:

  • V√īmitos e diarr√©ia
  • Desidrata√ß√£o
  • Emagrecimento
  • Icter√≠cia

Tosse dos canis
A traqueobronquite infecciosa canina, também conhecida como tosse dos canis, é caracterizada por uma infecção respiratória aguda e altamente contagiosa, acompanhada de quadro de tosse intensa.

A doença pode ser causada por vírus ou bactérias, e é altamente contagiosa entre os cães através do contato direto entre os animais. Os agentes mais comuns que podem causar a traqueobronquite são: vírus Рparainfluenza e adenovirus tipo 2 (não transmissíveis ao homem). Bactérias РBordetella bronchiseptica (transmissível ao homem, mas na maioria dos casos em pessoas com o sistema imunológico baixo).
Os sintomas da parainfluenza s√£o:

  • Tosse
  • √ānsia de v√īmito
  • Perda do apetite
  • Secre√ß√£o no nariz e olhos

Hidrofobia (Raiva canina) (fatal)
Doença infecciosa que ataca o sistema nervoso do cão.  Apesar de ser comum, ela não infecta animais vacinados. A contaminação dá-se por meio de mordidas de cão ou morcegos contaminados e do contato com animais silvestres hospedeiros do vírus.

Depois da contaminação, não há como salvar a vida do animal. A raiva demora alguns dias ou até meses para se instalar, mas ataca diretamente o sistema nervoso, destruindo-o até provocar a paralisia total do cão. A raiva leva o cão à morte em poucos dias.
Os sintomas da raiva s√£o:

  • Agressividade
  • Saliva√ß√£o excessiva
  • Mudan√ßa de comportamento
  • Apetite aumentado
  • Olhos arregalados
  • Paralisia dos √≥rg√£os
  • Convuls√Ķes
  • Tentativas de morder qualquer pessoa
Bruce Fogle, Primeiros Socorros para C√£es / Pedro Almeida, Sa√ļde de C√£es de A a Z